Ir para o topo
Suprareal Sementes

(46) 3543-4343

Você está em: InícioNotícia

Mercado conta com 478 opções de cultivares de milho

Na safra 2014/15, estão sendo disponibilizadas no mercado 478 cultivares de milho (11 a mais do que na safra anterior), sendo 292 transgênicas e 186 convencionais. Os dados foram obtidos diretamente das empresas produtoras de sementes e estão disponíveis no levantamento realizado pelos pesquisadores da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas-MG) José Carlos Cruz, Israel Alexandre Pereira Filho e pelo engenheiro agrônomo Eduardo de Paula Simão.

A dinâmica de renovação das cultivares no mercado foi mantida, como em anos anteriores, sendo que 97 novas cultivares (76 transgênicas e 21 convencionais) foram acrescentadas e 86 (37 transgênicas e 49 convencionais) cultivares deixaram de ser comercializadas.

O pesquisador Israel explica que uma cultivar pode ser comercializada tanto na forma convencional como com várias versões transgênicas. Por outro lado, existem cultivares comercializadas apenas com algum evento transgênico, não apresentando a versão convencional.

"Desta forma, dentre as 478 opções de mercado, 320 são de fato materiais genéticos diferentes e os demais 158 são variações de eventos transgênicos. Desses 320 materiais, 186 cultivares são comercializadas na versão convencional, que podem ainda ser também comercializadas com algum evento transgênico. Outras 134 cultivares são comercializadas apenas nas versões transgênicas, não possuindo opções convencionais", afirma o pesquisador.

Em relação ao ciclo da cultura, as cultivares precoces são dominantes (66,25%), seguidas pelos hiper e superprecoces (24,37%). Os semiprecoces e normais representam apenas 9,38% das opções de mercado.

Além de cultivares direcionadas para a produção de grãos, há indicação de cultivares para produção de silagem de planta inteira, silagem de grãos úmidos e produção de milho verde.

A escolha correta da cultivar deve merecer toda atenção do produtor, pois a semente é o principal insumo de uma lavoura. Características como potencial produtivo, estabilidade, resistência a doenças e adequação ao sistema de produção em uso deverão ser levadas em consideração, para que a lavoura se torne mais competitiva. "A escolha de cada cultivar deve atender às necessidades específicas, pois não existe uma cultivar superior que consiga atender a todas as situações regionais", explica Israel.

O levantamento realizado pelos profissionais da Embrapa pode ser consultado num documento com a relação completa de cultivares disponibilizadas no mercado de sementes, desde variedades, milhos especiais e híbridos (duplos, triplos e simples) normais e transgênicos. Também estão listadas as características de cada cultivar, além de informações sobre o comportamento dos materiais em relação às principais doenças que atacam a cultura.

Para acessar o documento, clique aqui.

Imagem 1
Ver todas as notícias